sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Ponha os óculos e enxergue

Aquilo que você vê não existe
Toque
Cheiro
Sentir é a ilusão da sensibilização
Mas, relativamente falando realmente o que você vê não existe.

Tudo é uma questão de perspectiva do que queremos ver
A pseudo-realidade no qual estamos é inserida e regida pelo lado sensorial
Senso que engana e mascara a verdadeira cara, capa, forma, essência.

Tem tanta doutrina e nenhuma delas irá te salvar
Tem tanto prazer e nenhum deles irá te satisfazer
Existem óculos para melhor aguçar o que queremos “ver”
Ter em foco
Mas o foco não existe apenas mera figura sensorial do desejo e do sonho
Limitada, estagnada chamada tempo e espaço.

Se a luz que incide sobre minha cabeça fosse absoluta
Se essa luz fosse absoluta eu desintegraria
A matéria é pequena e frágil demais para suportar o que é Eterno
E pensar que o Eterno uma vez se fez homem para mais uma vez mostrar o padrão perdido desde o Édem, Egito, Babilônia, Sodoma e Gomorra...

O sol nasce cinza todas as manhãs
A lua surge amarelada mais brilhante que o próprio sol
Quem me dá certeza de algo concreto?
Tudo são especulações
Tudo são desejos
Tudo são planos.

Anos começam e terminam
Dias vem e vão
Promessas são feitas e quebradas
Pactos são estabelecidos e cuspidos
Eu e você enquanto ignorantes na causa divina, sorrimos e reclamamos de barriga cheia daquilo que não conhecemos.

Escondemo-nos em nossos conceitos, filosofias e ciências
O que não se entende é que toda ciência
Seja técnica ou empírica está voltada para o Deus Pai
Pois ali elas nascem
Somos meros porta-vozes do Além.

Você é ínfimo demais se sentir ser algo
Você é ínfimo demais se toda desgraça e sorte façam sobrevir sorrisos ou lágrimas
De que adianta se nada disso irá te fazer perceber que existe algo a reger as coisas?

Ponha os óculos e enxergue.

Um comentário:

Simples Assim... disse...

Acredito que ver é um processo muito mais interno do que externo. As pessoas não costumam ver o que não pressupõem existir. Seria ousadia demais, coragem demais, diriam até petulância demais. Quem está disposto a por os óculos e realmente enxergar? E quem o fizesse enxergaria o quê? E se fizesse, seria mesmo real ou mais uma ilusão? São muitos questionamentos, cada um tem lá suas respostas...

Bjs, querido.