sábado, 13 de setembro de 2008

Fim de Tarde

Escutando o cd "Come Away With Me" da Norah Jones... Pra mim, o melhor dela!


Liberte sua mente daquilo que te causa ansiedade
Segure mãos, rostos, lembranças
Não fuja de nada, nem mesmo de si mesmo
Liberte-se da descrença no amanhã
Sorria quando a tempestade vier
Quando o sol esfriar e tudo ficar negro
Tão negro que a escuridão poderá ser palpada.

Não sei quando vou te ver
Não sei quando vou te tocar
Não sei quando vou te respirar
Não sei quando o caminho irá ser asfaltado novamente
Para assim eu pegar uma bicicleta numa tarde qualquer em meio às árvores, sair por aí a guiando, debaixo de um sol ameno com folhas caindo à frente e por trás. Vento frio ou não.

Liberte sua vida de qualquer algema que te prenda a alguma lembrança mórbida
Sorria acenando para mim
Cante comigo novamente aquela velha canção de amor chamada “All Star”
Tente, não tenha medo de tentar, sonhe, desfrute do sonho, desfrute da vontade
Como sinto apatia em ter que ficar em casa
Sentar na frente do computador e ver tanta tecnologia barata
Ver o mundo passar rápido lá na rua
E eu aqui, na frente do computador.

Não sei quando vou sentir-te novamente
Não sei quando vou apalpar tuas mãos uma outra vez
Não sei quando vou retornar o aceno de mãos que você me deu
Não sei nada
Por isso caminhe comigo esta noite ao som de “Come Away With Me”
Pegue uma outra bicicleta e pedale comigo numa tarde qualquer amena, com folhas caindo com vento frio ou não, apenas pedalando, deixando que o vento decida o rumo.

Não se liberte de nada enquanto eu estiver preso
Não esqueça de nada enquanto eu não puder lembrar
Não fale nada enquanto eu tento me calar
Não sonhe nada enquanto eu ainda tento dormir para poder desfrutar junto contigo destes sonhos infinitos, desses desejos que mais parecem fábulas, assim como folhas caindo numa tarde qualquer e eu numa bicicleta com vento frio ou não.

Um comentário:

Mary West disse...

Achei bem "mandão" o texto :D