sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Presente para mim mesmo

Esse post eu faço pra mim mesmo. Já que hoje é meu aniversário, não tenho dinheiro, não consigo emprego, meus poucos amigos andam meio ocupados e cansados por conta do emprego que eles têm e num tenho nem namorada nem nada, eu vou é assistir aula na faculdade, passear de ônibus como todo ano e quem sabe depois ir numa calourada na UFMA.

Mas falando sério, é meu aniversário mesmo, e fico pensando que 21 anos não significa muita coisa, mas também é um bom tempo, muito tempo.

Nesses 21 anos eu fiz de tudo um pouco, se possível até mais que “um pouco”. Tenho história pra poder montar um livro, tenho desgraça e felicidade pra dedéu pra contar. Apesar de ter nascido num lar protestante, ser sobrinho de dois pastores, primo de um outro pastor, com família conhecida no meio dos batistas mais antigos e tradicionais de São Luís, Maranhão e Brasil, com histórico em suporte a missionários e implantação de igrejas, eu confesso que nunca fui um santo... Talvez por ter nascido nesse ambiente é que eu seja o que sou hoje.

Nesses 21 anos eu vi, presenciei, vivi, fiz e deixei de fazer muita coisa... Se realmente quiser saber eu experimentei sim maconha, muita cachaça, cerveja, diferentes tipos de mulher e ambientes. Se acharem também que isso é motivo de orgulho, não é mesmo! Se pudesse voltar a ser virgem e tiver pelo ao menos um mínimo senso de inocência, eu os teria novamente.

As minhas maiores loucuras foram em nome do AMOR! Por ele eu fiz os meus maiores textos, minhas maiores declarações, meus maiores prantos e é claro, meus maiores momentos de felicidade, de amadurecimento pessoal e também espiritual (sim, posso ser doido, mas jamais abandonei a igreja, se der certo esse lance de casamento comigo algum dia, vai ser lá que eu vou criar minhas filhas, sei muito bem o mundo em que vivo e como ele vai ficar daqui pra frente).

Nesses meus 21 anos eu consegui o meu primeiro emprego, mas também o meu primeiro esculaxo por ter sido barrado no primeiro dia do meu primeiro estágio em uma empresa de comunicação. Sim, o sistema capitalista é feroz e acabei por ser vitima dele, mas isso não me assusta, sou competitivo o suficiente pra continuar rindo e dizer que um dia eu vou ser um gênio, causar revolução com as minhas teses malucas e quem sabe até futurísticas.

Nesses 21 anos, que me renderam experiência de 30, determino que, de agora em diante só sendo na vontade Dele. Fiz, confesso que fiz muita coisa que não condiz com o que eu sou com o que eu deveria ser, com o meu caráter (sei lá), com os meus sonhos e desejos. Mas também deixei de fazer muita coisa que me ajudaria a ser melhor a cada dia, já que este é o meu principal objetivo de vida, ser o melhor dia após dia, porque eu sei que posso ser melhor até que eu mesmo. Nesses 21 anos, eu confesso ter me aproximado das pessoas erradas, me interessado por elas, por ter gostado delas, ter feito amizades, trocar experiências... Confesso ter me afastado do meu Deus várias vezes, tudo por ter um gênio incontrolável e maciço.

Nesses meus 21 anos, tudo que eu mais desejo, mesmo sendo muito novo, um feto pra ser mais exato, tudo que mais desejo é esperar Nele, e ser melhor com as coisas vindas Dele, com o amor que ele me der, com a pessoa que ele quiser ou não me dar, com a capacidade que se renova dia após dia em buscar o meu objetivo de ser um gênio!

Esse é o presente que faço pra mim mesmo, já que as coisas estão apertadas e nunca fui de ter muito também, apenas o necessário para viver e sentir-me bem... Nem muitas pessoas a quem recorrer nesse dia que dizem eu completar mais um ano de vida. Acredito que o simples fato de todos os dias eu levantar, cagar, mijar, respirar, amar, estudar, comer, viver, sorrir, pensar, criticar, ver as pessoas que me acompanham desde quando era um nada, ter meus estudos, meus bons, raros e fiéis amigos... Sim, sim, não tem “parabéns pra você” que substitua isso!

Obrigado Deus por me fazer e capacitar a ser cada vez mais o que eu sou! Se tu me fizeste assim é porque tu sabes a bomba que eu posso ser!

Paz a todos e cuidem-se.

Um comentário:

† nane-chan † disse...

"sou competitivo o suficiente pra continuar rindo e dizer que um dia u vou ser um gênio, causar evolução com as minhas teses malucas e quem sabe até futurísticas." - Nunca desista...

Parábens... (*de novo)
Deus com certeza desejará que você viva muitos anos...