terça-feira, 10 de novembro de 2009

Vazio

Ao som de "Sem Mentira" do Fabio Goés




Engraçado, to sentindo aquela mesma sensação de perda pela ponta dos dedos novamente.
Ao mesmo tempo uma sensação de sequidão miserável e toda uma possível dor e tristeza que trouxe, ou levei... Sei lá, dane-se.
Eu aqui preocupado por algo que sei bem que a descrença já tomou conta, mas, eu não sei o que é talvez porque eu ainda to vivo e isso me impede de ser de todo o que há muito eu já sou... Só não me dava conta de como é bom isso.
É melhor ter tudo como memórias mortas, aqui dentro, dessas bem nervosas que fazem o peito coçar e se inclinar para a verdadeira frieza.
Incomoda e ao mesmo tempo faz tirar um pouco daquela falta de ar que sentia antes.
Sabe bem né?
É na verdade um processo complicado até se chegar onde se está. Ambos sabemos que até aqui as coisas não são fáceis, é desapego atrás de desapego, poço ficando seco, barrento, até depois só a lama e consequentemente as rachaduras no fundo.
Mas é isso aí, isso aí é viver, isso aí é aprender da forma “lado b”, da forma diferente ao convencional, ao convencional que já nos conformamos em não desfrutarmos... Isso sim é benção!
No fim das contas:

Eu sou pior que você, e me sinto bem em sê-lo
Eu sou tudo que você mais deseja, e me sinto bem em sê-lo
Eu sou todas as coisas que mais odeias, e que mais amas, e que mais te constrange, e que mais te faz lembrar que mesmo assim fico feliz e me sinto bem por ser cada esfera desse teu particular mundo abstrato.

Apenas me sinto sozinho
Sozinho
Sozinho
Sozinho
E um pouco mais sozinho
Sou a tua própria solidão e a necessidade em desacreditar nas coisas, a esperança de ter algo que mude esse conceito não concreto e que bata na tua porta esperando o novo.
Sou a tua raiva, sou a tua paz, sou o teu desejo reprimido não cultivado pela libido, sou a tua bondade, o teu desapego aos sentimentos alheios
Tudo de mais singelo e escondido para ninguém ver, e quando consegue ver, atormenta, deixa zonza
”.

4 comentários:

Mai disse...

E somos sozinhos mas não estamos a sós na partilha desse imenso vazio que é de todos.

"O vazio é meio de transporte prá quem tem coração cheio"
Moska.

Abraços.

Marcelo Mayer disse...

no vazio é que nos encontramos e conversamos com nós mesmos, melhor e mais sincero

E.Suruba disse...

odeio me sentir assim

Mary disse...

Pois é... e mesmo sabendo o quanto é agoniante esse vazio, eu tento sobrepor e forçar desapegos pra chegar nesse nível.

:|