terça-feira, 16 de setembro de 2008

Uma nova parada para o tempo

Tudo que digo
Tudo que faço
Tudo que sinto
Tudo que penso
Tudo que desejo
Tudo que critico
Tudo que ambiciono
Tudo que furto
Tudo que observo
Tudo que aponto
Tudo que massifico
Tudo que destruo
Tudo que dou
Tudo que tomo
Tudo que liberto
Tudo que foco
Tudo que ando
Tudo que visto
Tudo que sou
Tudo que gostaria de ser
Tudo que cheiro
Tudo que odeio
Tudo que tento amar
Tudo que tento entender
Tudo que tento criar
Tudo que tento esboçar
Todo o meu ser
Todo o meu querer
Toda e qualquer forma de introspectividade
Mentira, sou só isso para você
Mentira
Estou cansado
Você me cansa
Você me fez descobrir o ódio
Você me fez indagar o porquê
Você me fez retroceder
Você me fez morrer para o tempo
Você me fez amar
Você me fez mentir
Você me fez deturpar o único bem puro que possuía
Você me fez estragar
Você me fez amargar
Você me fez calar
Você descobriu o meu mal-humor
Reações em cadeia
Destruição em cadeia
Porque eu? O que eu te fiz? Porque eu?
Não foi o bastante
Não ofereci o que o seu "eu" egoísta quis?
Eu sou homem demais?
Eu não fiz todos os teus caprichos?
Eu sou pé no chão demais?
Eu não joguei o seu adorável joguinho?
Eu não te agrado esteticamente?
Será que eu sou tão homem que você preferiu amores infanto-juvenis?
Eu e a porra da minha arma estão apontados para você
"shoot shoot shoot motherfucker"
Eu te assustei?
Por favor, vá para a puta que pariu
Esconda-se
A linha tênue do ódio está viva
Eu estou cansado de destruir coisas
Eu estou cansado de saber que você está viva
De saber que você respira
De saber que eu te incomodo e faço ficar sem jeito
Mais uma vez, por favor, vá para a puta que pariu
Estou cansado do fato de que o mundo deve girar em torno de você
Meu adorável ser dos olhos d'água.

4 comentários:

Víctor Hugo disse...

a flor da pele!!
revolto em demasia!!
revoltado!!!!!!!!!
concentra tua raiva no baixo porrraa!!!
o desabafo e bom!!
não sei fazer isso e se o qntu e angustiant!!
abraço !!

† nane-chan † disse...

Minha nossa... :D

Que revolta, hein! Parecem sentimentos escritos com sangue... oO

bjs

~Tenjo Arashi * disse...

eu realmente não tem o q falar...me desculpa...
mas eu amei o que tu escreveu.

flavita. disse...

Pude sentir todo o teu ódio lendo essas coisas, muito bom o texto! Um dia eu volto a postar lá no meu blog coisas minhas e cruas de novo, por enquanto prefiro transcrever Caio F. que de alguma forma soa como se fosse meu.
Obrigada pela visita, também voltarei mais por aqui.
E boa sorte com o 'desamor'.